Viação Bonança pede recursos para garantir empregos

0
30
Viação

A Viação Bonança enviou oficio apara a Prefeitura para pedir recursos no sentido de garantir empregos dos motoristas e cobradores.

O pedido foi protocolizado na Prefeitura dia 27 de abril de 2020.

 

Dia 29 de abril o ministro Paulo Guedes disse que estados e municípios devem cumprir sua parte para ajudarem as empresas de transportes coletivos.

“Vamos dar mais dinheiro, realmente. Eram 90 bi (R$ 90 bilhões), vamos dar um pouco mais, vamos 100, 110, 120 (bilhões de reais). Porque não é só a saúde, tem o transporte público. Nós não podemos federalizar o problema do transporte público. O ônibus tem de correr e não tem ninguém andando de ônibus, mas amanhã você precisa ir em hospital, você de ser atendido. A população mais pobre precisa ser atendida. O táxi não tá correndo, os ônibus se não correrem também como é que a população vai se mover? Então é um problema de mobilidade urbana, mas em vez de você federalizar o problema, você dá mais dinheiro para os estados e municípios, esse dinheiro desce, ele vai para a Saúde, mas vai também para as atividades correlatas” – disse

Na quarta-feira, 29 de abril de 2020, o secretário de Mobilidade e Infraestrutura do Espírito Santo, Fábio Damasceno, conversou com a repórter Jessica Marques sobre a compra e combustível para empresas de ônibus do Sistema Transcol. Após negociação com a Petrobras, o Governo fechou um contrato para a compra de 2,5 milhões de litros de diesel por mês, resultando em R$ 6 milhões mensais.

Além do combustível, o Governo do Estado seguirá pagando o subsídio referente à diferença entre a tarifa técnica e o valor pago pelo usuário do Transcol. Atualmente, o passageiro paga R$ 3,90, mas o valor seria de quase R$ 5 sem o montante pago pela Semob às empresas.