Torneio SESI de Robótica etapa regional é marcada por comprometimento e alegria

0
15
Torneio SESI
Equipes da Zona da Mata obtiveram destaque na competição com seus projetos para uma cidade melhor

Um fim de semana repleto de ciência, tecnologia, entusiasmo, companheirismo e respeito marcou a vida de centenas de estudantes, de 9 a 16 anos, que participaram da 7ª edição do Torneio SESI de Robótica, realizado na Escola SESI Alvimar Carneiro de Rezende, em Contagem.

A competição envolveu times da categoria First Lego League (FLL), modalidade que desafia os participantes a encararem problemas da sociedade moderna, inspirando-se em valores como respeito, ganho mútuo e competição amigável. O tema deste ano foi City Shaper e os competidores utilizaram a robótica para encontrar soluções que ajudem a construir cidades cada vez melhores para as gerações futuras.

Torneio SESI

Ao final dos dois dias de competição, as equipes foram reconhecidas pelos seus desempenhos em quatro categorias: Projeto de Inovação, Design do Robô, Desafio do Robô e Core Values, que são os valores fundamentais aprendidos durante a competição.

Além das premiações oficiais do torneio, os participantes ainda ganham o reconhecimento pela forma como encaram as adversidades, desempenho como equipes iniciantes, técnico e voluntário de destaque. As equipes das escolas da Zona da Mata foram destaque na competição. Receberam prêmios o SESI São João del-Rei (Equipe Atombot – 1º lugar no Champions Award), São João Nepomuceno (Equipe Delta – 3º lugar no Champions Award) e Barbacena (Equipe Robozeus – Categoria Core Values Inspiração). Confira ao final da reportagem a relação de todos os premiados.

Bárbara Rezende Neri, 15 anos, é da equipe Atombot, da Escola SESI São João Del Rei, que conquistou o 1º lugar na Champions Award, com o projeto da criação de um aplicativo de celular para deficientes auditivos.

O grupo

O grupo desenvolveu um app que permite a pessoas com deficiência auditiva o acesso a informações em espaços públicos de cultura, como museus, igrejas e monumentos históricos.

A iniciativa é inédita no Brasil e foi criada a partir de muito trabalho e pesquisa, podendo o aplicativo ser utilizado também por deficientes visuais e analfabetos. A equipe da estudante, junto de outras cinco, está classificada para a etapa nacional do Torneio SESI de Robótica, que será realizado em março, na cidade de São Paulo.

Ela comemorou o resultado obtido com muito esforço e declarou seu amor à robótica. “Na robótica você conhece valores, adquire conhecimento e ainda se insere na indústria 4.0, que é onde estão as profissões do futuro. Quando estou me dedicando ao projeto, estou no melhor espaço do mundo. Estou aprendendo muita coisa e me tornando um ser humano melhor. Esse resultado é fruto de muito trabalho de todo nosso time”, celebrou Bárbara.

O objetivo

A equipe Delta, de São João Nepomuceno, ficou em 3º lugar na Champions Award e também foi classificada para a etapa nacional, com um projeto que constrói “tijolos de jeans”.

O objetivo da ação é ajudar o Meio Ambiente e diminuir o custo do material. De acordo com o técnico de robótica do grupo, Vagner de Paula, o município tem grande quantidade de empresas têxteis e, portanto, os proprietários têm a responsabilidade de dar o descarte correto para o jeans.

Com este projeto, o tecido é moído e colocado na massa, que demora cerca de 25 dias para secar. O tijolo fica 10% mais leve, além de ser acústico por causa da fibra e isolante térmico. Conforme o grupo, foram feitos testes em uma prensa para saber se a resistência do produto atende às normas técnicas exigidas no mercado. “No mínimo, o tijolo tem que aguentar cinco toneladas, o nosso deu sete toneladas e meia, com uma semana de secagem”, explicou o técnico.

Barbacena

Já a equipe Robozeus, de Barbacena, desenvolveu um aplicativo com orientações voltadas para academias de saúde e foi a vencedora da categoria Core Values Inspiração. A ideia é ajudar a população a usar de maneira mais correta, eficiente e prazerosa os aparelhos das academias de saúde.

O grupo pesquisou sobre as doenças que mais atingiam a população brasileira e descobriu que, entre as cinco principais, está a obesidade. Levantando as razões que levam a população a este problema, descobriram o sedentarismo, causado pelos hábitos de vida modernos, que vêm deixando a população mais acomodada, visando mais a produtividade do que a perda calórica.

Os alunos buscaram informações sobre os programas de saúde já existentes e mantidos pelo governo federal, chegando até as academias de saúde públicas, e descobriram que a falta de manutenção, falta de uso e de instrução para utilização destas academias eram fatores que afastavam o público do programa que foi implantado em todo o país. Desta forma, criaram um aplicativo com a proposta de ajudar as pessoas na instrução das atividades na academia, mostrando vídeos explicativos. Os usuários também podem se conectar, informando o governo sobre a necessidade de manutenção dos equipamentos.

Torneio regional

O desempenho do torneio regional mineiro foi reconhecido pelo Departamento Nacional do SESI. A analista de Desenvolvimento Industrial, Izabel Alves, disse que o estado de Minas Gerais fez bonito. “Esta etapa foi maravilhosa. Tivemos a maior pontuação do Desafio do Robô desta temporada (a equipe Turma do Bob, da Escola SESI de Governador Valadares, atingiu a pontuação de 565 pontos na final do Desafio do Robô, um recorde da temporada 2020 nas etapas regionais). Aqui em Contagem tivemos uma energia vibrante, com equipes altamente equilibradas e maravilhosas. Minas Gerais vai chegar na etapa nacional dando muito trabalho para o resto do Brasil”, disse.

Outras duas categorias demonstraram seus projetos no torneio regional mineiro: a First Tech Challenge (FTC), com a equipe Tech Bros, de São Gonçalo do Sapucaí, e a Fórmula 1, com os times Delta Scuderia de Itaúna e Factum de Contagem. Eles irão competir no Festival Nacional de Robótica em São Paulo, onde também acontecerá etapa nacional de FLL.

 Torneio SESI

Confira os premiados das categorias não-oficiais

Contra todas as adversidades: R2DBOTS – Lar Frei Arnaldo, Votuporanga (SP).

Estrela Iniciante: Starboots – Escola SESI Maria Madalena Nogueira, Betim.

Técnico Destaque: Kenya Teixeira – Equipe Lego Pressure, Escola Municipal Gracy Vianna Lage, BH.

Voluntário Destaque: Rachel Timm – Equipe Escola SESI Alvimar Carneiro de Rezende, Contagem.

Desempenho do Robô: Turma do Bob – Escola SESI Governador Valadares.

 

Confira os premiados oficiais do Torneio

Categoria Projeto de Inovação:

Processo de Pesquisa: Robotcatem – Escola SESI Emília Massanti, BH.

Solução Inovadora: Amigos Droid – Escola de Robótica DHEL, BH.

Apresentação: SuperAção – Escola SESI Alvimar Carneiro de Rezende, Contagem.

 

Categoria Design do Robô:

Design Mecânico: Alta Voltagem Domum – Colégio Domus Sapiens, Jundiaí (SP).

Programação: Turma do Bob – Escola SESI Governador Valadares.

Estratégia e Inovação: Lego Bros – Escola SESI São Gonçalo do Sapucaí.

 

Categoria Desafio do Robô: Turma do Bob – Escola SESI Governador Valadares.

 

Categoria Core Values:

Inspiração: RoboZeus – Escola SESI Barbacena.

Trabalho em Equipe: Lego Tunes – Escola SESI Hamleto Magnavacca, BH.

Gracious Professionalism: RedHoodsLego – Escola SESI Uberaba.

 

Champions Award

1º Atombot – Escola SESI São João Del Rei.

2º Athena – Instituto Federal de Minas Gerais, Sabará.

3º Delta – Escola SESI São João Nepomuceno.

 

Classificados para a etapa nacional

Atombot – Escola SESI São João Del Rei.

Athena – Instituto Federal de Minas Gerais, Sabará.

Delta – Escola SESI São João Nepomuceno.

Lego Bros – CISS José Bento Nogueira Junqueira, São Gonçalo do Sapucaí.

SuperAção – Escola SESI Alvimar Carneiro de Rezende, Contagem.

Turma do Bob – Escola SESI Governador Valadares.

 

Suplentes:

RoboZeus – Escola SESI Barbacena

Robotcatem – Escola SESI Emília Massanti, BH.

Lego Tunes – Escola SESI Hamleto Magnavacca, BH.

RedHoodsLego – Escola SESI Uberaba.

Legosos e Furiosos – Escola SESI Uberlândia.