Principais mudanças no combate ao trabalho escravo

0
42

Para agradar ruralistas, o governo editou novas regras que, na prática, dificultam a fiscalização e punição de empregadores flagrados submetendo trabalhadores à condição análoga à de escravo. A portaria publicada no Diário Oficial da União pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, traz mudanças que determinam, por exemplo, que o responsável pela inclusão de nomes na chamada lista suja, que reúne os empregadores flagrados por trabalho escravo, seja o titular desse ministério — e não mais a equipe técnica.
As principais empresas autuadas com trabalho análogo ao escravo são mineiras.
Confira, no vídeo as principais mudanças nas regras para o combate ao trabalho escravo.