PF detalha investigação sobre hackers que invadiram os celulares do Sérgio Moro

0
24
PF detalha investigação
Foto 247 - Um dos presos pela Polícia Federal nessa terça-feira (23) suspeito de ter hackeado o celular do ministro Sergio Moro, o DJ Gustavo Henrique Elias Santos, disse ao seu advogado que viu as mensagens de Sérgio Moro no celular de Walter Delgatti Neto, também preso na operação.

PF detalha investigação sobre hackers que invadiram os celulares do Sérgio Moro. A Polícia Federal apresenta em Brasília os resultados da investigação que levou à prisão de quatro suspeitos de invadir os celulares do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de outras autoridades.

PF detalha investigação

As prisões ocorreram nesta terça (23), em São Paulo. De acordo com o juiz Vallisney de Oliveira, de Brasília, que autorizou a operação, há “fortes indícios” de que os suspeitos formaram uma organização criminosa para violar o sigilo de autoridades.

Conforme a investigação, o grupo usou uma brecha no aplicativo Telegram.

O advogado de um dos presos disse que seu cliente viu, no celular de um amigo também detido, mensagens que seriam de Moro.

A PF fez buscas em diversos endereços e apreendeu R$ 100 mil na casa de um dos presos. Além disso, afirma ter identificado movimentações suspeitas nas contas de dois dos quatro detidos: transações de mais de R$ 600 mil feitas entre março e junho.

Mais de 1000 números podem ter sidos vítimas da quadrilha.

G1