Pagamento indevido de gratificação a professores da rede municipal é alvo de investigação

0
22
Pagamento indevido

A Prefeitura de Leopoldina investiga o pagamento indevido de gratificação aos professores da rede municipal. A informação foi publicada na última semana no Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Pagamento indevido

No último mês, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) expediu uma recomendação ao município para instaurar um processo administrativo.

De acordo com o MPMG, o objetivo da ação é apurar a falta funcional no pagamento indevido de gratificações dos servidores por 18 meses. No dia 14 de março deste ano o órgão também chegou a abrir uma investigação para averiguar possíveis irregularidades.

Após a publicação do processo administrativo, o Executivo nomeou as servidoras Viviani Cezar Correa, Fabrícia Guimarães da Silva e Micheline Hufnagel Maranha de Moraes para compor a Comissão Disciplinar Processante.

Conforme a portaria, a conclusão do processo administrativo deve ser apresentada no prazo de 90 dias.

G1