Cinco escolas da Zona da Mata vão receber recursos do Governo nenhuma em Cataguases

0
212
Cinco escolas
Governador Romeu Zema participa do anuncio do programa de reviutalização das Escolas Estaduais. Data: 30-05-2019. Local Predio Tiradentes. Foto: Renato Cobucci/ Imprensa- MG

Cinco escolas de Juiz de Fora, Espera Feliz e Muriaé, na Zona da Mata, estão entre as contempladas com recursos do programa “Mãos à obra na Escola”.

Cinco escolas

O governo estadual anunciou nesta quinta-feira (30) que investirá R$ 21 milhões para recuperar e revitalizar as instalações de 132 escolas estaduais de 92 municípios. Todas as obras já foram licitadas e homologadas.

Serão investidos R$ 885.615,44 nas cinco unidades da região contempladas. A estimativa da Secretaria de Estado da Educação é beneficiar 3.031 alunos. Confira abaixo a distribuição de recursos por instituição.

Escolas da Zona da Mata contempladas no “Mãos à obra na Escola”

Escola Cidade Alunos Valor
Escola Estadual Professor Francisco Faria Juiz de Fora 488 R$ 200 mil
Escola Estadual Deputado Olavo Costa Juiz de Fora 402 R$ 254.767,93
Escola Estadual Professor Lopes Juiz de Fora 1.022 R$ 27.175,69
Escola Estadual Fazenda Paraíso Espera Feliz 357 R$ 257.608,90
Escola Estadual Silveira Brum Muriaé 762 R$ 146.062,92

Os técnicos da Secretaria de Educação fazem, anualmente, o diagnóstico de infraestrutura escolar. Esse levantamento, feito in loco, verifica as condições da estrutura física de cada unidade escolar. Essas informações são cadastradas no sistema e, com base nas necessidades de cada escola, a equipe elabora um plano de atendimento.

Informações específicas sobre as obras em cada unidade da Zona da Mata não foram divulgadas. No entanto, a Secretaria destacou as prioridades de atendimento.

“As escolas contempladas nesta fase foram definidas com base em critérios técnicos de ponderação de urgência. Fazem parte dessa lista unidades que necessitam de obras emergenciais, como construção de muros, reforma de telhados, banheiros, cozinha, refeitórios, rede elétrica, reforço estrutural de salas de aula, substituição de portas, reforma geral de instalações, entre outras”, diz o texto enviado ao G1.

Os R$ 21 milhões previstos já estão assegurados e serão liberados no decorrer dos próximos quatro meses. Ao fim desta etapa, o Governo de Minas anunciará valores e unidades a serem atendidas na segunda fase.