45 anos de Fundação do Supremo Conclave Autônomo para o Rito Brasileiro

0
60
45 anos

45 anos de Fundação do Supremo Conclave Autônomo para o Rito Brasileiro

Conclave dos Servidores da Ordem e da Pátria

45 anos

No início de 1974, em face dos problemas ocorridos na Maçonaria Brasileira atingindo profundamente o campo filosófico, é fundado em Cataguases, o Supremo Conclave Autônomo para o Rito Brasileiro que se desligara do Grande Oriente do Brasil.

Participaram da fundação as seguintes Lojas: 1. Loja Maçônica Monte das Oliveiras de Oliveira-MG 2. Loja Maçônica Austeridade e Justiça de Sete Lagoas – MG; 3. Loja Maçônica Labor e Civismo de Cataguases; 4. Loja Maçônica Estrela do Oeste de Minas de Divinópolis – MG.

Precisamente em 10.02.1974 em Cataguases, foi fundado o Supremo Conclave Autônomo para o Rito Brasileiro.

Das Lojas fundadoras permanecem ainda a Loja Labor e Civismo – Cataguases e a Loja Estrela do Oeste de Minas – Divinópolis.

Desde a sua instalação, com sede e foro na cidade de Cataguases – MG, constitui-se como Oficina Chefe do Rito e é uma Potência Soberana, Legal e Legítima, com dupla jurisdição sobre o Rito Brasileiro, Litúrgica e Disciplinar para todos os Graus da hierarquia Maçônica acima de Mestre (do grau 4 ao 33).

Durante 19 anos, 11 meses e 19 dias, teve como Soberano Grande Primaz Lysis Brandão da Rocha, que também por um longo período foi o Grande Instrutor. Homem sábio, estudioso e firme particular amigo de Álvaro Palmeira, deu-nos exemplo de trabalho e luta em prol de um ideal. Soube conduzir seus Irmãos com dignidade e levou o nome do Rito Brasileiro a todos os recantos deste Brasil.

Com o seu passamento em 03 de julho de 1994, perdeu a Maçonaria brasileira um de seus baluartes, ficando a todos os do Rito a responsabilidade de prosseguir com as suas ideias.

Assumiu desde então e até o presente momento José Wanderley Barcellos Garcia, como soberano Grande Primaz.

Não estamos aqui para competir com outros Ritos e sim coexistir, conviver e trabalhar dentro da infinita harmonia e fraternidade com todos os Irmãos.

Respeitamos e acatamos escrupulosamente os princípios e a tradição maçônica, termos, condições e categoria para ser praticado em qualquer parte do mundo.

Em toda parte, não temos interesse em ser maior do que nenhum outro. Quer o Rito apenas ter o direito de ter um lugar ao sol.

O Rito está inteiramente de acordo com as exigências maçônicas da regularidade internacional. É um veículo de renovação da Ordem, tendo o cuidado de conciliar a Tradição com a Evolução.

O Rito Brasileiro é teísta, proclama a Glória do Supremo Arquiteto do Universo e a fraternidade entre os homens, filho do mesmo Pai.

Dedica-se o Rito Brasileiro ao aperfeiçoamento dos Maçons, harmonizando a Tradição com a Evolução e cultua o conhecimento da Filosofia, Liturgia, Simbologia, História e Legislação Maçónicas, estudando todos os grandes problemas nacionais e internacionais, com implicação ou consequências no futuro da Pátria e da humanidade.

É um, incentivador da prática do civismo em cada pátria, compõe-se de Maçons Livres, Antigos e Aceitos e considera essenciais ao quadro assiduidade às sessões, ao estudo e à disciplina livremente consentida. A base do Rito é a Maçonaria simbólica e sobre ela eleva a hierarquia de 30 altos graus.

Os graus simbólicos do Rito Brasileiro são de conteúdo universal. Exalta-se a fraternidade humana; proclama-se a excelência do trabalho e afirma-se o princípio que a vida nasce da morte.

Os altos graus do Rito visam à formação integral do homem-Maçom em seu tríplice aspecto.

Nas Lojas Complementares e no sublimes Capítulos, veem o homem como ser individual e nele se apreciam: o pensamento, a afetividade, os valores morais e a perfeição do ideal maçônico (Graus 4 a 18).

Nos Grandes Conselhos Kadosh Filosóficos, considera-se o homem como valor social e a sua atuação na agricultura, pecuária, na indústria comércio, no trabalho e na economia na organização, na justiça social, na paz, na arte, na ciência, na religião na filosofia (Graus 19 a 30).

Nos Altos Colégios, Guardião do Civismo, salienta-se o homem como cidadão e estuda-se a liberdade e a autoridade, a família e a Pátria, o Governo, a opinião pública e os partidos políticos, o comportamento cívico positivo e negativo; a dinâmica nacional; o princípio de que não há direitos contra a Nação (Graus 31 e 32).

No Supremo Conclave, consolida–se a formação dos graus anteriores, através da síntese do Humanismo Maçônico-Servidores da Ordem e da Pátria (Grau 33).

Mantemos com vários Supremos Conselhos e Grandes Orientes da Federação, laços de estreita amizade e o mesmo ideal de progresso e prosperidade do Rito Brasileiro. Atualmente temos praticado o Rito Brasileiro em mais de 200 Lojas, 60 Corpos Filosóficos e 15 Delegacias espalhadas em 14 Estados da Federação e, juntos, somos o segundo Rito praticado no Brasil.

A TROLHA

Aos Maçons do Rito Brasileiro rogamos ao G:.A:.D:.U:. para que em todos os dias vindouros, Ele os guardem nas palmas de suas mãos juntamente com todos que o cercam. PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES, são os nossos sinceros votos!

Vejam hoje algumas fotos de Ricardo Barroca e de Nelson Filho da Sessão Magna e das Confraternizações juntamente com seis vídeos pela passagem dos 45 anos.