Flamengo vence o Vasco por 2 a 0 e leva vantagem para a final do Campeonato Carioca

0
14
2 a 0
Alexandre Vital / Flamengo

O Flamengo venceu o Vasco por 2 a 0 neste domingo, no Estádio Nilton Santos, e levou uma vantagem importante para a final do Campeonato Carioca no próximo final de semana. Bruno Henrique marcou os dois gols do Rubro-Negro. O atacante havia marcado o terceiro, mas o juiz consultou o árbitro de vídeo (VAR) e anulou o lance.

2 a 0

O Vasco, como era o mandante da partida, levou o jogo para o Nilton Santos após a polêmica do clube com o Governo por conta do novo consórcio do Maracanã, gerido por Flamengo e Fluminense. 10854 torcedores foram assistir o Clássico dos Milhões.

Depois de uma negociação demorada com o Santos, que contou com diversas reviravoltas e até um anúncio de desistência de Marcos Braz, vice-presidente de Futebol do Flamengo, Bruno Henrique estreou contra o Botafogo de uma forma arrebatadora: entrou no segundo tempo e precisou de apenas 25 minutos para virar a partida.

Dois

Dois meses depois a vítima foi o Fluminense. Bruno Henrique estava mais do que inspirado. Marcou os dois primeiros gols da partida e deu assistência para o terceiro, de Gabriel. Fernando Diniz poupou a maioria dos seus titulares mas mesmo assim o Fluminense foi valente e por pouco não empata o jogo, que terminou com o placar de 3 x 2.

De qualquer forma, a atuação de Bruno Henrique chamou mais uma vez a atenção de toda a torcida e calou os críticos que acharam que o investimento de R$ 23 milhões no atleta tinha sido alto.

O melhor ainda estava por vir. Faltava o Vasco. E BH tinha guardado mais um “doblete”, expressão espanhola que indica quando um jogador marca dois gols em uma mesma partida de futebol, para a posteridade.

O primeiro tempo

O primeiro tempo no Engenhão foi de pleno domínio do Flamengo, porém, o ataque rubro-negro, formado dessa vez por Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique, não conseguia concluir muito bem. Foram diversas jogadas que envolveram o time cruzmaltino que não terminaram bem. Faltava o arremate final.

O segundo tempo

O segundo tempo começou como terminou o primeiro, com um Flamengo mostrando a mesma virtude e vontade, entretanto, as jogadas já começavam e terminavam com arremates perigosos. O gol estava amadurecendo. O Vasco era bombardeado também com jogadas aéreas, onde os jogadores rubro-negros mais defensivos, como Arão e Rodrigo Caio, conseguiram cabeceios perigosos.

E foi justamente na base da pressão pelo alto que o personagem da noite começou a fazer a sua história. Após escanteio cobrado por Everton Ribeiro, Bruno Henrique desvia no primeiro pau mas a zaga adversária tira. A bola encontra Arrascaeta que, do bico da grande área, levanta novamente para a pequena área, onde encontrou Danilo Barcellos. O lateral-esquerdo corta mal e a preciosa sobra para o camisa 27 do Mengo mandar pra rede.

Aos 25 minutos

Aos 25 minutos, foi a vez do VAR entrar em ação para prejudicar o Flamengo. Após cruzamento de Pará, Renê pega a sobra de Fernando Miguel e Bruno Henrique conclui para gol impedido. Acontece que a bola bate antes no zagueiro Werley, iniciando nova jogada. Não foi assim que o árbitro da partida, Rodrigo Nunes de Sá, mesmo após rever a jogada na televisão à beira do gramado, interpretou o lance.

Bruno Henrique comentou o lance após o jogo, ao passar pela zona mista do Estádio Nilton Santos: “Estou feliz mais uma vez. Fiz três para valer dois, né? Estou abençoado nesse estádio”.

Finalmente

Finalmente o time chega ao lance que coloca o nome de Bruno junto a tantos outros na imensa galeria de glórias e estatísticas impressionantes do Flamengo. Arrascaeta, também em grande noite, toma a bola do lateral-direito Cáceres e cruza rasteiro da linha de fundo para a pequena área. Fernando Miguel corta para frente e novamente Bruno Henrique, como um legítimo centroavante, coloca para o fundo gol. Oitavo gol do jogador, que se torna artilheiro isolado da competição, o sexto diante dos chamados grandes do Rio, onde cada um foi presenteado com dois.

Como o jogador está suspenso para a segunda partida da decisão, assim se encerra, com chave de ouro, a participação do atacante no Estadual 2019: o primeiro jogador da história do Flamengo a marcar dois gols em jogos contra os três rivais no mesmo ano. E ainda estamos apenas no mês de abril…

Rodrigo Rötzsch